Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Maria Tagarela

A Maria Tagarela

Dom | 25.04.21

Coisas que me acontecem…com máscara

Será que também vos acontece, estarem a falar com alguém com máscara e não perceberem o que a pessoa vos disse? 

Ora para não dar o braço a torcer o que faço...finjo que entendi e tento tirar pelo contexto ou então pior, baixo a minha máscara para ver se ouço melhor e percebo o que me estão a dizer.

Mas será que só eu que penso que fico surda quando coloco a máscara?

IMG_20200902_122114_211.jpg

Está-me sempre a acontecer...

 

 

Ter | 20.04.21

Embolia Pulmunar

Hoje venho partilhar convosco um problema de saúde que tive e que mudou completamente a forma como vejo a vida.

FB_IMG_1585157350382.jpg

À cerca de 7 anos atrás, num dia de Dezembro a minha perna direita começou a doer, mas como era costume eu fazer caminhadas associei essa dor a dores musculares e comecei a massajar com Voltaren (passo a publicidade).

Passou um dia, passaram dois, três, uma semana e a dor não passava.

Passado algum tempo encontrei-me por acaso com uma amiga que é enfermeira e falei-lhe da dor. Ela esteve a ver a minha perna para perceber se estava inchada, vermelha ou quente (sintomas de trombo), mas nada, estava tudo bem e não parecia ser nada disso. Ela disse-me que possivelmente seria mesmo uma dor muscular e para não me preocupar.

Não liguei mais à dor, continuei a passar o tal creme anti-inflamatório e de repente a dor passou, pensei era mesmo uma dor muscular.

Até que no meio do mês de Janeiro senti uma pontada nas costas, mas como no dia anterior tinha saído de casa com o cabelo molhado, atribui a pontada a isso. Na minha cabeça tinha apanhado uma constipação.

Durante essa semana fui começando a sentir-me cada dia mais cansada, mas isso não me impedia de ir trabalhar. O cansaço era tanto que o simples facto de sair do trabalho e chegar ao carro, que estava mesmo à porta, para mim era um esforço.

Até que dia 20 de Janeiro de 2014, já sem fôlego para conseguir fazer o que quer que fosse, nem sequer falar, pedi a uma colega para me levar ao hospital, pois já nem sentia força para pegar no meu carro e ir sozinha.

Enquanto a minha colega foi buscar o carro, eu fui andando amparada por mais 3 colegas até a portaria da empresa onde trabalhava.

Lembro-me de ter chegado à portaria e quando dei mais um passo para me aproximar do carro ... desmaiei e tive uma convulsão.

Só me lembro de ter acordado caída no chão com várias pessoas a olharem para mim e eu a tentar perceber o que me tinha acontecido e porque estava no chão. Tentei levantar-me, mas não consegui, pedi para me levantarem para entrar no carro da minha colega, mas o que me disseram é que o INEM já vinha a caminho porque eu não estava bem, tinha revirado os olhos, espumado da boca, etc…

Chegou o INEM e levaram-me para o hospital, no caminho medem-me o oxigénio no sangue e percebem que eu só estava a conseguir respirar 20%. Assim que chego ao hospital, o bombeiro nem teve tempo sequer de me inscrever pois tive novamente uma convulsão. Assim que acordo desta convulsão e tentei perceber o que se estava a passar percebo que estou numa sala de reanimação onde me estão a despir toda e a colocar-me agulhas em todo o lado.

Daqui sou levada para as urgências onde me fazer um sem fim de analises e exames, electrocardiograma, tac’s, ecocardiogramas, etc. Na minha cabeça eu já estava bem , iam dar-me uns medicamentos para tomar e mandar-me para casa pensei.

Só que não, dali levaram-me de urgência para os cuidados intensivo e só aí eu comecei a tomar consciência que tinha alguma coisa grave e que não iria para casa como pensava. Mas até agora não tinha qualquer percepção do que me tinha acontecido, até que o medico que vem me observar me explica que tive uma embolia pulmonar e que foi uma sorte chegar a tempo ao hospital pois as probabilidades de sobreviver eram mínimas.

Só nessa altura percebi que aquela dor que senti na perna um mês antes era um trombo que, entretanto, se descolou e foi subindo até se alojar no pulmão.

Estive internada ainda cerca de 2 semanas e depois desta segunda oportunidade que a vida me deu, comecei a olhar para a vida e para tudo o que me rodeia de uma outra forma.

FB_IMG_1588675314533.jpg

Por isso se querem um conselho...aproveitem a vida a cada dia, cada hora, cada minuto, cada segundo, pois não sabemos se amanha estaremos cá.

Sab | 17.04.21

Currículo ou imagem o que é mais importante?

O que é mais importante quando se recruta uma pessoa o currículo ou a imagem?!

Pois na empresa onde ainda trabalho estão a recrutar uma pessoa para assistente comercial e no anuncio colocado pedem formação superior, conhecimentos avançados de inglês, disponibilidade horária e experiência em comunicação escrita e telefónica (se alguém estiver interessado é só avisar ).

Começam a chegar alguns currículos, uns de rapazes outros de raparigas e eis que a pessoa que está a fazer a selecção começa a escolher as candidatas para irem a entrevista.

E vocês perguntam como foi feita a triagem? Eis a resposta....todos os currículos de homens foram logo postos de lado sem sequer serem vistos e os currículos de mulheres só avançavam se tivessem fotografia. 

Assim foi escolhida uma moça cuja a experiência é ter sido empregada de mesa/bar (nada contra, só acho que não cumpre os requisitos solicitados no anuncio) apenas porque tem um currículo com fotografia e o director comercial achou que ela é bonita. 

E assim se contratam pessoas em algumas empresas deste país....

Screenshot_20210417_083732_com.facebook.katana.jpg

Nota: Desejo a maior sorte do mundo a quem ocupar a vaga

Qua | 14.04.21

Freixo de Espada à Cinta

Este fim de semana eu e o J. tivemos que ir à aldeia e na volta aproveitámos para conhecer uma vila que desde há algum tempo queríamos visitar.

Basta o nome da própria vila para nos suscitar curiosidade de visitar Freixo de Espada à Cinta, uma vila pertencente ao distrito de Bragança em Trás-os-Montes.

20210411122634_IMG_2722.JPG

São várias as lendas associadas a Freixo de Espada à Cinta, no entanto, a que ganha mais força é a de um fidalgo que escolheu descansar à sombra de um freixo, tendo nele pendurado a arma.  Verdade ou não,  o certo é que na vila existe mesmo um freixo centenário com uma espada à cinta.

Este freixo tem idade superior a 550 anos e é muito acarinhado pela população. Devido à sua débil condição, foi recuperado.

5.jpg

Os prados, as vinhas, os olivais e as laranjeiras, produzem todo o tipo de cores e aromas que conferem uma peculiaridade deslumbrante, que culminam com o espectáculo das amendoeiras em flor. Fiquei extasiada com a beleza da região.

amendoeias2019_ap.jpg

unnamed.jpg

Passeámos pelo centro histórico, por ruas estreitas e casas modestas, com flores à porta e as janelas manuelinas que a fazem designar de “a vila mais manuelina de Portugal”.

1.jpg

4.jpg

6.jpg

Actualmente pouco resta da antiga fortaleza, sendo o principal vestígio a torre heptagonal, chamada de Torre do Galo. 

7.jpg

Já a saída da vila passámos por algumas arribas onde apetece ficar horas sem fim a observar varias aves e a  espreitar as margens dos rios.

2.jpg

8.jpg

9.jpg

10.jpg

Um passeio fabuloso, que muito recomendo.

Sab | 10.04.21

Água de Camomila

Hoje venho falar dos benefícios menos conhecidos da Camomila.
 
Toda a gente sabe que o chá de Camomila tem propriedades calmantes e digestivas,
mas hoje falo das propriedades e benefícios da Água de Camomila tão pouco conhecida.

AC_19062020.png

A Camomila é muito utilizada na fabricação de cremes hidratantes e suavizantes para a nossa pele.

Eu uso a Água de Camomila Alifar como tónico para fazer limpeza da pele e também como calmante em casos de ter alguma alergia.
 
Aplico no rosto com um algodão. Tento fazer este procedimento todos os dias, sempre antes de dormir e assim quando acordo no outro dia a minha pele está revigorada e purificada das impurezas do dia anterior.
 
Uso também a Água  de Camomila Alifar também para acalmar a irritação da pele e quando tenho  inflamações de acnes, pois suaviza as mesmas.
 
 

1a603700e95f09a2c22a24b07915e742.jpgE quando acordo com olheiras e inchaço nos olhos faço umas compressas com algodão embebido na Água de Camomila Alifar e coloco durante dez minutos. Passado esse tempo lavo o rosto com água fria.  

 
Qui | 08.04.21

Teletrabalho...Primeiro estranha-se, depois entranha-se

Depois de estranhar, venho vos dizer que encontrei um equilíbrio e, afinal, não me importava nada de continuar com esta vida meio cá meio lá, uma semana em teletrabalho, uma semana no escritório.

Consigo dormir mais 1 hora, acordo 15 minutos antes de entrar ao trabalho e nunca chego atrasada. No meu caminho para o trabalho não apanho trânsito.

Trabalho vestida como quero e me apetece, pijama, roupão, calções, chinelos, fato de treino... O meu escritório é simultaneamente a minha sala.

Embora não tenha os meus colegas comigo fisicamente, estão a distância de um clique ou de uma chamada e sempre prontos a ajudar.

Não tenho reuniões presenciais, o que dá imenso jeito pois posso estar toda produzida da cintura para cima e da cintura para baixo estar de pijama e pantufas.

Quando isto tudo voltar ao normal vou ter saudades das manhãs mais preguiçosas, dos pequenos-almoços mais calmos e mais tardios e principalmente de trabalhar com a serra de Sintra como pano de fundo.

Uma pessoa estranhou, mas efectivamente depois entranhou.

1.png

No entanto venha daí um pequeno regresso à normalidade, que estamos todos ansiosos.

Ter | 06.04.21

Iscas

Vocês acreditam que passei a minha vida toda a dizer que não gostava de fígado, sem nunca o ter sequer provado.

Os meus pais andavam fartos de insistir que fazia bem e que tinha pelo menos que provar para poder dizer que não gostava.

IMG-20210321-WA0010.jpg

Mas na minha cabeça aquilo era assim meio esponjoso e não tinha bom aspecto, por isso não devia saber bem. Não aquilo definitivamente não era para mim.

Um dia, como o J. gostava tanto e os meus pais faziam várias vezes, decidi dar uma oportunidade às belas das iscas. Tirei só um bocadinho, assim meio a medo, para provar e de repente esse bocadinho deu origem a uma isca inteira. E não é que afinal as iscas até são boas e eu até gosto.

Depois de ter provado a primeira vez dei por mim a pensar, mas porque raio toda a minha vida disse que não gostava, apesar de nunca ter provado?!

IMG-20210321-WA0007.jpg

E vocês o que sempre disseram que não gostavam e agora adoram? 

Dom | 04.04.21

Domingo de Pascoa

Hoje seria dia de juntar a família. Quem me conhece sabe o quanto gosto de passar estas datas festivas com a família. Juntamo-nos sempre que nos apetece, não precisamos de dias especiais, mas nesses dias faz ainda mais sentido. 

Hoje pelo segundo ano vou passar o almoço de dia de Páscoa sozinha, a família confinada em casa tal como eu, e o J. ausente porque por ser segurança teve que ir trabalhar. 

Se estou triste, um pouco, mas também sei que como eu estão muitas famílias. 

Para matar um pouco as saudades da família aproveito as novas tecnologias, e com o marido em vez de se fazer o almoço de Páscoa vamos fazer o Jantar de Páscoa. 

E vocês como vão passar este Domingo de Páscoa?!

canva-pascoa.jpg

 

Sex | 02.04.21

Folar da Páscoa

Sendo eu e o J. descendentes de transmontanos existem tradições que continuarei a manter cá em casa e por isso na Páscoa tem de existir o folar.

iguaria-folar-de-carne-transmontano.jpg

Em várias regiões do país fazem o folar doce , mas o que eu faço é o de carne.  Aprendi a fazê-lo desde sempre com a minha mãe, mulher transmontana da zona de Bragança.

Passei a manhã na cozinha a fazer o nosso folar. 

É muito simples de fazer, deixo aqui a receita, para que possam experimentar.

Ingredientes:

Preparação:

Numa tigela média, desfaçam o fermento e acrescentem um pouco de leite morno. Misturem o fermento no leite. Numa tigela grande coloquem metade da farinha e misturem a manteiga derretida e o fio de azeite e batam. Juntem os ovos previamente batidos e o resto do copo de leite. Em seguida, incorporem a restante farinha batendo sempre até a massa ficar elástica. 

422622_4329664291393_1286864367_n.jpg

Ponham a massa a levedar na tigela tapada com um cobertor em sítio quente. Para esta fase contem com mais ou menos 1 hora. Quando tiver crescido, deitem a massa sobre a bancada da cozinha e amassem à mão como se estivesse a lavar roupa.

14775375_GmSK4.jpeg

Voltem a colocar na tigela, espalhem um pouco a massa no fundo e cubram com as carnes cortadas em pedaços. Enrolem a massa e coloquem numa forma redonda ou um tabuleiro untados com manteiga ou azeite.

408709_4329665851432_560586483_n.jpg

10929992_10205702505513493_9049106466623474067_n.j

Levem ao forno a 170ºC. por mais ou menos 1 hora. Metam um palito comprido no centro até ao fundo para verificar se já está cozido.

408709_4329667691478_54932985_n.jpg

Espero que gostem e façam a receita.