Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Maria Tagarela

A Maria Tagarela

Qua | 29.06.22

Aletria

Este doce sempre fez parte da infância do meu marido, embora não tivesse feito parte da minha vida.

Quando o faço, ele diz-me que o cheiro o leva de volta a aldeia onde cresceu. Por isso por varias vezes o faço. 

E hoje foi mais um dia em que o fiz.

IMG_20200320_112953_resized_20200502_023019691.jpg

Deixo aqui a receita:

Ingredientes:

  • 125 g massa de aletria
  • 1 l de leite
  • casca de 1 limão
  • 1 pau de canela
  • 100 g açúcar
  • 4 gemas
  • canela em pó

Preparação:

Levei um tacho ao lume com o leite, o açúcar, o pau de canela e a casca do limão. Deixei levantar fervura e juntei a massa.

Deixei cozinhar em lume brando. Quando a massa estava cozida tirei do lume e deixei arrefecer um pouco. Bati as gemas e juntei depois em fio a aletria.

Levei novamente ao lume ate engrossar. 

Empratei e decorei com canela em pó.

Screenshot_20200319_213614.jpg E vocês vão experimentar a receita? Ou fazem de maneira diferente?

Deixem as vossas dicas nos comentários. 

Ter | 14.06.22

Fui conhecer um fazedor de máscaras

Queria falar-vos de um dos melhores artesões que já conheci. Isidro Rodrigues de Aveleda, fazedor de máscaras de caretos em latão, lata, zinco ou cobre, mantendo-as como eram feitas antigamente.

Alem de artesão Isidro é também o detentor de uma grande colecção de máscaras usadas no ritual das Festas dos Rapazes da aldeia de Aveleda.

IMG_20220604_162258.jpg

E como começou esta paixão pelas máscaras? No final da década de noventa já não havia nenhum artesão na aldeia para que fazer as máscaras para os caretos usarem na festa dos rapazes da aldeia, decidiu ele próprio tomar a iniciativa de começar a fazê-las. Tinha com ele uma mascara antiga que já tinha sido usada nos anos 60 e deitou mãos a obra.

E de forma artesanal começou a moldar as novas mascaras dando-lhes uma nova roupagem com novas texturas mas sempre deixando nelas a marca da sua criatividade.

IMG_20220604_142633.jpg

IMG_20220604_142826.jpgNão pode vir embora sem trazer pelo menos uma mascara feita por este maravilhoso artesão que me recebeu muito bem e que além de me mostrar toda a sua colecção contou-me um pouco da história destas mascaras e tradições. 

IMG_20220604_172603.jpg

 

Sab | 11.06.22

Diário de uma Pendura - Dicas para viajar de forma confortável a pendura

Hoje quero deixar-vos umas dicas para viajarmos à pendura de forma confortável.

  • Usarmos equipamento correto

Tenho um bom capacete, calças, casaco, luvas e botas apropriadas, e em caso de chuva, levo sempre o fato de chuva. É um grande investimento sim, mas tudo na vida tem um dress code. No caso das viagens de moto, o motivo maior é a segurança. Termos os equipamentos específicos para viajarmos de moto faz toda a diferença.

Imagem7.png

  • Bom casaco com protecções adequadas

Convêm termos especial atenção com o casaco, pois protege os nossos braços e principalmente o nosso tórax. Existem muitas marcas no mercado com modelos lindos para nós mulheres, por exemplo: Alpinestars e BMW, TRY, Caparica Peles, etc. No meu caso comprei já dois na Caparica Peles mas o mais importante foi a protecção que faço questão de usar nas costas. 

ereplvur5xvu3jwsg3ew3zl25q3.png

  • Capacete articulado e no tamanho certo

Um capacete no tamanho certo é fundamental, tem que ser firme e confortável. O articulado para mim é a melhor opção, não preciso de o tirar de cada vez que quero falar (e vocês sabem bem como eu adoro falar...heheh). Além disso, consigo ver bem tudo a minha volta e é óptimo para quando quero  fotografar ou filmar com o telemóvel, falo tudo isso sem tirar o capacete, basta levantar a protecção do queixo. Contudo temos que ter o cuidado porque mesmo com este capacete, não devemos levantar a viseira com a mota a mais de 80 km/h, até porque a viseira protege-nos de qualquer mosquito ou objecto que poderá vir da estrada.

22298448_CRECZ.png

  • Gola ou baclava

Esta baclava ou lenço em forma de tubo é a salvação da mulher motociclista. É leve, fácil de lavar e secar, e ajuda a manter o nosso capacete limpo por dentro. Eu coloco-o pela cabeça e só deixo o rosto de fora. Quando levo a gola uso apenas nos pescoço de forma a cobrir os espaço deixado entre o casaco e o capacete e assim protejo a minha garganta. Quando paro muitas vezes uso-a como como tiara ou até mesmo como mascara.

IMG_20220420_183414_075 (1).jpg

  • Subir pelo lado esquerdo da moto

Sempre que eu quero subir ou descer da moto, aviso o piloto e aguardo a confirmação dele. Quando ele me autoriza subo e desço sempre pelo lado esquerdo, de forma subtil e delicada.

Um dos jeitos que funciona para mim , para descer, é levantar-me da moto, mantendo os pés nos pedias, apoiando as minhas mãos nos ombros do piloto, e contornando a perna dieta fletida para trás enquanto giro o meu corpo para direita no sentido dos ponteiros do relógio. Como se descesse um degrau, coloco o  meu pé direito no chão e depois retiro o pé esquerdo do pedal. Para subir uso o mesmo método.

IMG_20220220_214232_911 (1).jpg

  • Curvas

Tento sempre manter o meu corpo próximo ao dele, e seguir naturalmente o movimento do tórax dele, inclusive nas curvas. Nem pensem em "consertar" as curvas, pois podemos causar um acidente.

Outro pormenor é que enquanto estivou em cima da moto, evito mexer-me muito ou fazer movimentos bruscos. Evitem ficar "soltas" na moto, batendo com o vosso capacete no do piloto a cada travagem ou balançando para trás a qualquer aceleração. Nós temos uma Top Case que permite que eu vá encostada e isso da-me mais segurança, mas caso não tenham podem segurar-se com os dois braços na cintura dele ou na barra de trás da moto. 

Um dos truques que eu arranjei para viajar de forma confortável foi segurar-me na cintura do piloto nas acelerações e nos momentos de travagem segurar-me na barra de trás para não empurrar o piloto para frente.

IMG_20220415_213720.jpg

  •  Não durma

Parece piada, mas há quem durma quando vai a pendura. Nunca façam isso!

Eu nunca adormeci mas se vocês perceberem que estão a ficar sonolentas, avisem o piloto, por isso um dos acessórios que acho importante termos é os intercomunicadores (aqui os que nós adquirimos) . Quando eu sinto que preciso de parar para um café aviso o piloto, se for numa estrada com segurança aproveito para tirar fotos e até canto sozinha.

1200m-bts3-bluetooth-capacete-intercomunicador-BT-

  • Tire fotos

Em muitos momentos é possível fazermos boas fotografias com máquinas compactas ou máquinas de acção, e até mesmo com o telemóvel sem nos mexermos demasiado ou bruscamente. Quando não estivou a utilizar a máquina ou telemóvel guardo-os dentro dos bolsos do casaco.

IMG_20220421_145417 (1).jpg

  • Bolsos do Casaco

O uso varia conforme os hábitos de cada pessoa. Mas eu normalmente uso e abuso dos bolsos do casaco. Dentro deles tenho sempre guardado dinheiro, cartão de credito, chaves de casa e das malas e o telemovel de forma a estarem sempre à mão, principalmente nas nossas paragens. Enfim, com moderação, mas façam um bom uso dos bolsos dos vossos Casacos. 

  •  Frio ou calor 

A roupa que usamos por baixo do casaco é quase uma roupa invisível, pois durante uma viagem longa, a maioria das vezes vamos estar vestidas com o casaco. Porém, e pela minha experiência a roupa que usamos por baixo é fundamental para o nosso conforto.

Eu gosto de usar aquelas camisolas que se chamam "segunda pele" adequada a estação do ano, ou seja, inverno ou meia estação. Quando as viagens são mais curtas ou está mesmo imenso calor opto por usar t-shirts mais finas. 

  •  Bagagem, quanto menos, mais conforto

Não importa se a viagem durará uma semana ou um mês, não seria possível colocar na mota roupa diferente para todos os dias (aqui deixei já algumas dicas para preparamos a bagagem).

Deixo aqui a minha sugestão: óculos escuros, 5 camisolas entre segunda pele e t-shirts (conforme o tempo e a estação do ano), 5 pares de meias, 5 cuecas, 1 ou 2 calças, 1 calçado confortável e 1 pijama.  Os acessórios, como as echarpes, são fundamentais, pois com eles você muda o visual, usando as mesmas peças de roupas.

Reservo a top case para a máquina fotográfica, produtos de higiene pessoal, medicação, pequena mochila, carregadores, pc, comida, água, cadeado de disco, etc.

IMG_20220426_190248.jpg

  •  Aproveite

Agora a dica mais importante,  esforcem-se para aproveitar cada segundo e experimentarem este novo estilo de viajar. Deliciem-se com as paisagens e aproveitem como eu a chance de  poder fazer algumas das fotos mais marcantes da minha vida.

 

Sab | 04.06.22

Diário de uma Pendura - Dicas de Bagagem

Como faço para levar nas viagens tudo o que preciso? 

Com o tempo, fui aprendendo a gerir o  espaço de modo a nunca partir com as bagagem a mais. Na nossa primeira grande viagem, levei quase tudo o que precisava e o que não precisava.

Agora opto por levar o menos possível e só o essencial! Roupa interior e algumas mudas de roupa mais prática que vamos lavando pelo caminho.

A verdade é que inicialmente, ocupava grandes volumes da nossa bagagem com roupa e acessórios que nunca usava! 

IMG_20220426_190248.jpg

Mas o que coloco na bagagem???

Depende de alguns factores, como o destino, que actividades pretende no destino, do clima, da duração da viagem e do que cada um necessita. Mas geralmente cumpro o mesmo padrão de organização :

- Reservo a top case para a máquina fotográfica, produtos de higiene pessoal, medicação, pequena mochila, carregadores, pc, comida, água, cadeado de disco, etc

Relativamente ao kit básico de medicamentos que levamos contêm:

  • Biafine – Pomada para queimaduras solares
  • Ibuprofeno – Anti- inflamatório (Spidifen, Brufen, etc)
  • Paracetamol - Analgésico (Ben-U-Ron)
  • Imodium – Problemas intestinais
  • Imodium rapid  (problemas gástricos)

- 1ª mala lateral para calçado confortável e a roupa dele

- 2ª mala lateral para calçado confortável e a minha roupa

IMG_20220415_213720.jpg

Não importa se a viagem durará um mês, não seria possível colocar na mota roupa diferente para todos os dias, portanto levamos sempre um limite de 5 peças.

  • 5 camisolas finas de algodão ou t-shirts 
  • 5 meias
  • 5 cuecas
  • 1 pijama
  • 1 calças de ganga ou semelhantes
  • 1 camisola/casaco polar/casaco corta vento

E onde levamos a nossa roupa?

Adquirimos as malas interiores para a nossa mota, que são uma mais valia e facilitam muito o nosso dia a dia em viagem. Sem dúvida valeram o investimento. Cumprem todos os requisitos para os quais foram concebidas: facilidade de transporte e facilidade de arrumação mantendo o aproveitamento do espaço disponível.

Imagem1.jpg

Imagem2.png

Agora, depois das malas prontas, espero que vos tenha ajudado e resta-me  desejar-vos boas curvas para todos.